Slide---bens---tombados.jpg
Design sem nome (1).png
Design sem nome (1).png
Design sem nome (1).png
Design sem nome (1).png
Design sem nome (1).png
Design sem nome (1).png
Design sem nome (1).png
Design sem nome (1).png
Design sem nome (1).png
Design sem nome (1).png
Design sem nome (1).png
Dom Orani - Comissão do patrimonio cultural

Palavra de Dom Orani

Design sem nome (4).png
Design sem nome (2).png
logo-comissao3.png

O nosso país é, frequentemente, reconhecido pelo descaso com os acervos que guardam dados fundamentais para o resgate da nossa história. Seja pelas crises econômicas que restringem as verbas, ou pelo desinteresse que é fruto do desconhecimento da importância de tantas obras, ou ainda pela imprudência de se relegarem prioridades culturais para um segundo plano, o fato é que temos a lamentar diversos acidentes previsíveis e contornáveis que, infelizmente, deixam para trás perdas de valor incalculável...

idade media.jpg

Notícias

Design sem nome (4).png
Design sem nome (2).png

Palavras do Curador da Comissão de Patrimônio da ArqRio sobre a restauração da Igreja de São Cristóvão 

A restauração da Igreja de São Cristóvão começou a tornar-se realidade no dia 12 de janeiro de 2021, quando ao rezar a São José, eu pedi a ele que a encaminhasse segundo os propósitos de Deus. Minha indagação pessoal era a seguinte: como faríamos esta obra tão necessária para a Arquidiocese? Ao perceber o zelo inestimável de nosso Cardeal Orani João Tempesta para com todas as igrejas de nossa cidade, pensei: como ser diligente e sagaz no apelo para com as empresas, na tentativa de resolver do melhor modo possível e com eficácia esta obra de restauração?...

talha_em_madeira_apos_restauro_maior.jpg

A atuação da Igreja Católica é abrangente na construção do nosso Brasil. Além de sua missão de assistência espiritual e evangelização, cuida e preserva a memória e a história desde país através do zelo com suas Igrejas Históricas, tombadas pelas diversas esferas -  federal, estadual e municipal.

Os bens culturais elencados neste site, são de propriedade da Mitra Arquiepiscopal, bem como de  Irmandades e  Ordens Terceiras. O total de bens tombados no município do Rio de Janeiro soma 107 bens -  Igrejas, Palácio São Joaquim, pinturas em tela, capelas.

Deste total, 57 bens pertencem à Arquidiocese de São Sebastião, sendo 9 tombados pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional; 9 tombados pelo INEPAC – Instituto Estadual do Patrimônio Cultural e 39 tombados pelo IRPH - Instituto Rio Patrimônio da Humanidade da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro.

Somam 50 os bens de Terceiros, sendo 25 tombados pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional; 4 pelo INEPAC - Instituto Estadual do Patrimônio Cultural e 21 pelo IRPH - Instituto Rio Patrimônio da Humanidade da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro.

Design sem nome (4).png
Design sem nome (4).png
Design sem nome (4).png
Design sem nome (4).png

Bulário da Arquidiocese de São Sebastião
do Rio de Janeiro

  • 1575  -  Bula  In supereminente militantis Ecclesiae  - Papa Gregório XIII 

Instituição da Prelazia do Rio de Janeiro em 19 de julho de 1575 

Fonte: Arquivo Apostólico Vaticano,  Regesto da Secretaria dos Breves


O Rio de Janeiro era subordinado à Diocese de São Salvador Considerando a distância da província ou região do Rio de Janeiro, o Papa Gregório XIII decidiu desmembrar da Igreja e Diocese de São Salvador e assim separada e desmembrada,  erigiu  e instituiu  a  Prelazia de São Sebastião do Rio de Janeiro.

 

Bulas de 1676 do Papa Inocêncio XI 

  • 1676 – Bula Romani Pontificis pastoralis solicitudo – Papa Inocêncio XI

Instituição da Diocese de São Sebastião do Rio de Janeiro – 16 de novembro de 1676

“Erigimos e instituímos perpetuamente, na mesma Igreja de São Sebastião , a dignidade episcopal, com sede, preeminências, honras, privilégios e faculdades. Honramos a cidade de São Sebastião e da Igreja Catedral de São Sebastião com o nome, título e honra de cidade-sede e os seus habitantes como cidadãos.”

  • 1676 – Bula Hodie Ecclesiae Sancti Sebastiani – Papa Inocêncio XI

Ao Príncipe de Governador de Portugal e Algarves Dom Pedro, informando sobre a ereção da Diocese e ampliação dos direitos do seu Bispo Eleito – 16 de novembro de 1676
“Amado filho e homem nobre, saudação e benção apostólica. Hoje, para o bem da Igreja de São Sebastião, destituída e carente da consolação de um Pastor desde a primeira ereção e instituição, tendo ouvido os pareceres de Nossos irmãos e com autoridade apostólica, demos provisão ao amado filho Manuel, Bispo eleito de São Sebastião, apreciado por Nós e por Nossos irmãos, pela clareza de seus méritos.”

  • 1676-   Bula Apostolatus Officium – Papa Inocêncio XI

Comunica a Dom Manuel Pereira sua nomeação como Bispo de São Sebastião do Rio de Janeiro

A Dom Manuel Pereira, Bispo Eleito de São Sebastião  – 16 de novembro de 1676
“Inocêncio Bispo, servo dos servos de Deus, ao amado filho Manuel Pereira, Bispo de São Sebastião, saudação e bênção apostólica . Hoje, ouvido o parecer dos Nossos Irmãos e com autoridade apostólica, provimos a Igreja de São Sebastião, desde a primeira ereção e instituição destituída e carente da consolação de um Pastor, com a pessoa do amado filho Manuel Bispo Eleito de São Sebastião , o constituímos Bispo e Pastor desta Igreja, confiando-lhe plenamente a cura e a administração espiritual e temporal da mesma Igreja”

Fonte: Arquivo Nacional de Torre do Tombo

  • 1892 - Bula Ad universas orbis Ecclesias  - Papa Leão XIII

Eleva a diocese à categoria de Arquidiocese e Sé Metropolitana por meio da bula Ad universas orbis Ecclesias de 27 de abril de 1892, sendo desta forma reorganizada a hierarquia eclesiástica brasileira, agora com duas sedes metropolitanas: Bahia e Rio de Janeiro.

Design sem nome (4).png

Seminário Patrimônio Histórico e Cultural Católico

O Seminário Patrimônio Histórico e Cultural Católico foi um evento promovido em junho de 2019 pela Comissão de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural da Arquidiocese do Rio de Janeiro e de seu interesse. Na ocasião foram discutidos diversos temas relacionado ao patrimônio histórico e cultural por especialistas nacionais e internacionais. Mais abaixo você pode ver alguns registros do Evento. Por ocasião do Seminário a Comissão elaborou uma cartilha de Segurança e Conservação para a igrejas.

Você pode baixar a CARTILHA - Segurança e Conservação do Patrimônio Cultural Católico clicando no botão abaixo.

O Seminário Patrimônio Histórico e Cultural Católico foi um evento promovido em junho de 2019 pela Comissão de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural da Arquidiocese do Rio de Janeiro e de seu interesse. Na ocasião foram discutidos diversos temas relacionado ao patrimônio histórico e cultural por especialistas nacionais e internacionais. Mais abaixo você pode ver alguns registros do Evento. Por ocasião do Seminário a Comissão elaborou uma cartilha de Segurança e Conservação para a igrejas.

Você pode baixar a CARTILHA - Segurança e Conservação do Patrimônio Cultural Católico clicando no botão abaixo.

Santuário_Cristo_Redentor_3.jpg